Candidaturas para certificação de Estações Náuticas até 30 de junho



2 de março 2018

A primeira fase de candidatura para a certificação de Estações Náuticas em Portugal (ENP) já arrancou. A sessão de apresentação e lançamento do processo de certificação das ENP realizou-se no dia 1 de março, na Bolsa de Turismo de Lisboa, no stand do Turismo de Portugal.
 
A iniciativa contou com a presença da Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, do Secretário de Estado das Pescas, José Apolinário, do Presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, e do Presidente da Fórum Oceano, António Nogueira Leite.
 
Na sessão, que contou com casa cheia, entre Associados da Fórum Oceano, membros do Grupo Dinamizador Portugal Náutico, representantes de autarquias, entidades regionais de turismo, empresas, associações e instituições de ensino superior, participaram ainda a Campeã Mundial de Bodyboard, Teresa Almeida, e o surfista Hugo Vau, que surfou recentemente uma onda que aguarda o reconhecimento de maior onda do mundo já surfada. Os atletas aceitaram o convite para serem os primeiros embaixadores das Estações Náuticas de Portugal.
 
A Docapesca, enquanto associada da Fórum Oceano e membro do Grupo Dinamizador Portugal Náutico, também se associou à sessão de apresentação, encerrando a iniciativa com uma ação de promoção do carapau, uma espécie de baixo valor comercial, abundante na costa portuguesa e rica em ómega-3.
 
A primeira fase de candidatura termina no dia 30 de junho de 2018. Até lá, os organismos interessados em avançar com a certificação de Estações Náuticas deverão apresentar a sua candidatura, preenchendo o formulário disponível no website da Fórum Oceano, que é a entidade responsável pela certificação.
 
O acompanhamento, análise e avaliação dos processos de candidatura para a certificação das ENP é da responsabilidade de uma Comissão de Avaliação composta por um conjunto de entidades representantes da administração pública central e local, operadores marítimo-turísticos e outras entidades representativas do setor.
 
O processo de certificação tem um custo de mil euros para as candidaturas coordenadas por associados da Fórum Oceano e de 2 mil euros para as restantes.
 
Beneficiando da participação da Fórum Oceano na FEDETON – Federação Europeia de Destinos de Turismo Náutico, as Estações Náuticas certificadas integrarão a rede Europeia de Estações Náuticas.